A Faculdade

Compartilhe

Em 1993 foi fundada a escola denominada de “Multimídia Processamento de Dados”. O objetivo principal desta escola de cursos livres era promover a capacitação de adolescentes, jovens e adultos na área de informática. Em 1994, já com 400 alunos, a escola passou a ser denominada de Mega-Mídia Processamento de Dados, pois Multimídia já era uma marca registrada, então se fez necessária à nova denominação, se desejava registrar uma marca. Neste ano, de 1994, foram desenvolvidos alguns outros projetos, dentre eles “Mega-Mídia Kids” e “Semente do Futuro”, destinados ao público infantil, objetivando o uso da informática como instrumento didático pedagógico no apoio às atividades das disciplinas escolares. Parcerias foram feitas com escolas de ensino fundamental do Estado.

O recém-criado Estado do Amapá estava bem mais carente do que qualquer empreendedor imaginasse neste aspecto, o que ficou evidenciado no sucesso da “Multimídia”, especialmente nos anos de 1993, 1994 e 1995. Com o propósito de consolidar a experiência em cursos técnicos adquiridas com a escola “Multimídia Processamento de Dados” iniciou-se um trabalho voltado para o projeto de uma escola técnica na área de informática. Após o trâmite processual junto ao Conselho Estadual de Educação do Amapá, foi criado em março de 1996 a primeira Escola Técnica do Estado, denominada de “Meta – Escola Técnica do Amapá”, ofertando o Curso Técnico em Processamento de Dados aos alunos concluintes do Ensino Médio. No ano seguinte, abriram-se matrículas para o Ensino Médio concomitante ao ensino profissionalizante em Informática.

Em 1999, iniciou-se novo processo de expansão acadêmica; desta vez, a escola META passou a oferecer também o Ensino Fundamental de 5ª a 8ª série. No ano de 2000 a Escola Técnica META passa a contar com um novo quadro de sócios, o administrador de empresas Hildemar da Cunha Nascimento. Nesse mesmo ano, e ao longo do ano de 2001, a escola META se expandiu fisicamente com a construção e inauguração da edificação definitiva – localização da atual sede.

Com a expansão das políticas para Educação Superior no Brasil e, consequentemente, no Amapá a partir do século XXI, a Pires & CIA.LTDA, mantenedora passa a projetar a criação de uma Instituição de Ensino Superior que viesse a atende a demanda social para a formação na área tecnológica. Associando sua experiência de quase 10 anos de ensino na área no Estado do Amapá, elaborou-se o projeto para a criação da “Faculdade de Tecnologia do Amapá – META”. Ainda tendo em vista, o crescimento da área educacional no Estado do Amapá, e neste caso, em especial em Macapá, lança-se o projeto e a criação no ano de 2004 da escola infantil “META Junior”, oferecendo vagas desde o maternal até a 8ª série do Ensino Fundamental funcionando em um prédio localizado na rua Mãe Luzia, 1315, Bairro Jesus de Nazaré, Macapá – Amapá.

Em 2004, em resposta ao projeto de implantação da Faculdade de Tecnologia do Amapá – META foi assinada pelo Ministro da Educação e Cultura –MEC a portaria 1.956, 06/07/2004, publicada no D.O.U. de 09 de agosto de 2004, seção 1, p.13 credenciando a Faculdade e autorizando o curso de Tecnologia em Desenvolvimento de Sistemas para WEB e a portaria 2.440, 11/08/2004, publicada no D.O.U. de 12 de agosto de 2004, seção 1, p.16, autorizando o curso de Tecnologia em Redes de Computadores. Após Processo Seletivo ocorrido em setembro do mesmo ano, inaugurou-se a Faculdade com as 02 primeiras turmas de Redes e as 02 primeiras turmas de Web.

Neste contexto de inserção na Educação Superior, já com o segundo processo seletivo realizado e com as novas turmas de 2005 em plena atividade acadêmica, a Faculdade diante da demanda para cursos de pós-graduação “Lato-sensu”, protocola junto ao MEC o pedido de credenciamento de três pós-graduações na área de informática e Educação, com o objetivo de além de qualificar o profissional egresso da faculdade e a demanda social, também qualificar profissionais da área da docência da Educação Superior.

A fim de dar continuidade à contribuição educacional que há mais de doze anos vem sendo feita através de todo corpo docente e discente desta Instituição ao Estado do Amapá, em 2007 foi assinada a portaria 580 de 03/12/2007, publicada no D.O.U de 05 de dezembro de 2010, seção 01, p.57, autorizando o funcionamento de mais dois cursos tecnológicos na Instituição: Tecnologia em Radiologia e Tecnologia em Construção de Edifícios.

Nos anos de 2008 a 2009 a Instituição consolidou seu trabalho na Educação Superior com a ampliação das atividades de Extensão alicerçada em diversos projetos: PROJETO DE INCLUSÃO DIGITAL, EXPOTEC – EXPOSIÇÃO DE TECNOLOGIA, PROJETO OFICINA TECNOLÓGICA E O PROJETE – PROJETANDO TECNOLOGIA, dentre outros projetos que surgem no processo didático – metodológico dos componentes curriculares dos cursos da IES.

No ano de 2010 a Faculdade passou para uma reestruturação da organização didático-pedagógica, administrativa e do corpo-docente, bem como a ampliação da infraestrutura como o anexo administrativo, a montagem de novos laboratórios para os cursos. Esta reestruturação deu-se diante da necessidade de programar novas políticas diante dos processos de Auto avaliação que se apresentaram como indicadores de melhorias necessárias.

A partir de 2011 a Faculdade de tecnologia do Amapá – META desenvolve a linha da gestão participativa, consolidando o grupo de gestores que fazem parte da sua estrutura administrativa e pedagógica, onde o planejamento, o acompanhamento e a avaliação tornam-se o alicerce da administração acadêmica da IES. Com as mudanças e implantação de novas políticas por parte dos órgãos de acompanhamento da dinâmica da Educação Superior no Brasil, a Faculdade passa a traçar novas linhas de atuação dentro de um Plano de trabalho orquestrado para alcançar os objetivos mais amplos na qualidade da educação superior no mundo contemporâneo, incluindo a rediscussão do seu Plano de Desenvolvimento Institucional para o período de 2012-2016.

No ano de 2012, a Faculdade de Tecnologia do Amapá – META implantou o Núcleo de Pós-graduação e Extensão –NUPE, com vistas a impor uma estrutura que alavancasse o programa de pós-graduação instituído desde 2005, mas também trazendo um trabalho de coordenação e fomento às atividades de extensão na Faculdade. O NUPE é instituído com a estrutura de coordenação geral, coordenação adjunta pós-graduação e coordenação adjunta de extensão, serviço técnico especializado de apoio. A implantação de um novo PDI 2012-2016, impôs a Faculdade Meta uma agenda de metas a serem alcançadas com vistas ao processo de melhoria da qualidade do ensino ofertado na IES, novas propostas pedagógicas de cursos forma pensadas pela comunidade acadêmica como: Curso de licenciatura em Enfermagem, Curso de Engenharia Civil e Engenharia da Computação.

Em abril de 2013, a Faculdade de Tecnologia do Amapá-META, passou pelo processo de recredenciamento obtendo nota 4, o que gerou novas perspectivas para a gestão da faculdade que, em setembro do mesmo ano, protocolou pedido de autorização para o curso de enfermagem licenciatura. A Faculdade de Tecnologia do Amapá –META , no mês de outubro passou a fazer parte do Programa de Financiamento estudantil –FIES.


teste